No Land Films

Quem Somos

NO LAND - EMPRESA DE COMUNICAÇÃO

Fundada em Lisboa em 2006, a No Land tem a sua sede social em São Tomé e Príncipe desde 2014.

Somos uma empresa com uma vasta experiência, abrangendo áreas como a comunicação para o desenvolvimento C4D, a comunicação cultural, social, empresarial e turismo. De um longo portfólio de trabalhos, destacamos as campanhas de comunicação para o desenvolvimento levadas a cabo nos últimos cinco anos em São Tomé e Príncipe, de que são exemplo o PNASE (Programa Nacional de Alimentação e Saúde Escolar), campanha para a sensibilização sobre os 25 Anos da Convenção dos Direitos das Crianças para a UNICEF/STP, Sabores da Nossa Terra, comunicação para a valorização dos alimentos locais, para a Alisei, entre outros.

Para saber mais sobre a nossa empresa, veja aqui o nosso currículo.

 

A nossa equipa

1084989_616598328370926_375058870_o.jpg

Inês Gonsalves - Fotógrafa e Realizadora - São Tomé e Príncipe e Lisboa

18252000_374391699621261_2241053826985492480_n.jpg

Carla Rebelo - Produtora de Conteúdos - São Tomé e Príncipe

IMG_2721.jpg

Federica Teixeira de Abreu - Produtora de Conteúdos e pesquisa _ Portugal


Colaboradores

Patrícia Brito - Jornalista - Portugal

Maria João Silva - Designer Gráfica - Portugal

Vasco Pimentel - Engenheiro de Som - Portugal

Joana Figueiredo - Montadora - Portugal


 

Contacte-nos

📍Rua do Salite, 55, 3º Lisboa PORTUGAL

📧 inesgonsalves@gmail.com

📞(+351) 918108078

 

 
 

Manifesto

Desde que os povos começaram a saír da sua terra-mãe, houve encontro, incompatibilidade, fusão e criação de culturas. Desde que os mundos europeu, africano, asiático, americano e oriental se começaram a misturar, deu-se início a um processo criativo em que a origem se confunde com o fruto e o fruto com a origem. Donde vem o que vemos, ouvimos e conhecemos? Onde começa tudo? E como se criam estas culturas, como se transformam, como evoluem? Como se adapta o ser humano a novas realidades? E que seres humanos saem destas novas realidades? A não-origem é um conceito mais justo para o que aconteceu, acontece e acontecerá. Porque nada começa num sítio, tudo é fruto proveniente de várias origens, que se misturam até ao ponto em que o começo de algo, não é mais do que a continuação de múltiplas realidades universais. A não-terra-mãe é a nova terra-mãe. É o terreno mais fértil que existe, um terreno onde surgem todos os dias novas realidades retratáveis. Sem origem específica, sem data de nascimento, sem fronteiras.

Sem língua oficial, sem hino, sem pátria. Sem bilhete de identidade. Sem terra. NO LAND.

Os fundadores,

Inês Gonsalves e Kiluanje Liberdade